sexta-feira, 9 de julho de 2010

Movimento: Rolha!

Olá Blogosfera, voltámos às cenas em Movimento aqui do cantinho! Desta vez para ajudar alguém em específico: O Pedro.

O Pedro é um papá super babado, feliz com o filhote Pedrinho e a esposa Rosa. Como qualquer família normal, têm momentos mais difíceis na vida, mas claro está, com Amor tudo se resolve :-)

Neste cantinho, o Pedro regista o seu dia-a-dia, as suas peripécias, aventuras e desabafos. Em alguns desses desabafos, percebi que Pedro encontrou forma bem positiva de canalizar as coisas menos boas que sentia.

Começou a fazer trabalhos em cortiça, e com este hobby o Pedro consegue acalmar-se, aclarar as ideias e pensar nas situações como “desafios” em vez de os ver como “grandes obstáculos”.

Depois de ver os trabalhos do Pedro sugeri que ele os vendesse de maneira a poder tirar partido financeiro de uma coisa que gosta e o ajuda bastante psicologicamente.

Nasce assim o movimento rolha! O Pedro precisa de rolhas! Vamos juntar rolhas de cortiça e enviar ao Pedro :-)

Eu já estou a juntar, e vocês podem ver aqui como combinar tudo com o Pedro :-)

** Gaja //

5 Comments:

  1. carmo pinto said...
    ora ai está! tb vou começar a juntar!
    jitos
    Mami said...
    Eu tenho em casa montes de rolhas que iam para reciclar mas sendo assim vou combinar com ele.
    Beijinhos
    Álefe Souza said...
    Olha, que legal! Parabéns pela iniciativa!

    Bjs!
    Pedro e Pedro (filho) said...
    Amiguinha,nem sei como te agradecer!
    Êstou mesmo profundamente sentido com a tua iniciativa!
    Muito Obrigado!

    Temos de um dia combinar para nos conhecermos pessoalmente e dexarmos de ser Amigos apenas vituais.

    Muitos Bjinhos.
    pedro
    Mami said...
    Vou copiar o teu texto todo e meter no meu blog, espero que não te importes :)
    Beijokas

Post a Comment



Todos pensam em deixar um planeta melhor para os nossos filhos...

....quando é que pensarão em deixar filhos melhores para o nosso planeta?

Uma criança que aprende o respeito e a honra dentro da própria casa e recebe o exemplo dos seus pais, torna-se um adulto comprometido em todos os aspectos, inclusive em respeitar o planeta onde vive.