quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Querido Pai Natal:

O meu nome é Gajita e tenho 3 anos. Sou uma menina muito reguila mas muito bem-educada, digo sempre “ obrigada e ”por favor”.

À mesa eu sempre comi sozinha, mas agora já começo a usar faca. Uso uns talheres especiais e coloridos.

Como sempre tudo e às vezes até peço mais. Gosto muito de sopa, fruta e iogurtes.

Este ano dei brinquedos que já não usava para outros meninos e já não uso fralda nem de dia nem de noite.

Já quase que sei escrever o meu nome.

Como estou a ficar crescida, estou a tentar portar-me sempre muito bem. Às vezes não consigo e a mamã ou o papá põem-me de castigo.

Para este Natal, eu gostava muito de receber:

• Telemóvel da Barbie;
• Computador da Barbie;
• Ténis da Minie;
• Relógio das Princesas Disney;
• Bebés para brincar;
• Pinturas para fazer desenhos;
• Uma saia cor-de-rosa;
• Calças da Hello Kity.

Estes são os presentes que eu mais quero. Espero que consigas trazer tudo e não te esqueças dos outros meninos.

Junto a esta carta está um desenho que fiz para ti com muito carinho.





Um grande beijinho para ti e para todos os que te ajudam a fazer os presentes,

Gajita e Família,
Natal 2009

5 Comments:

  1. Zabel said...
    bem...dá-te por feliz de ao menos saberes o que tão todas essas coisas... a minha afilhada escreveu uma carta ao Pai Natal que nem sequer se percebe a letra. Só sei que quer o castelo das princesas (qualquer coisa... porque ninguem conseguiu perceber a última palavra...)
    Nós... said...
    Que doce!!!!!

    Bjs muitos!

    Beijinhos nossos
    Ana Raquel said...
    Pelos pedidos é mesmo uma primcesinha em ponto pequeno mas que se porta muito bem
    Bjocas
    coquinhas said...
    Que querida :)
    Maria-e-Mamã said...
    Linda a carta gajita!!!Aposto que o Pai Natal vai ser generoso contigo!:)))Beijocas

Post a Comment



Todos pensam em deixar um planeta melhor para os nossos filhos...

....quando é que pensarão em deixar filhos melhores para o nosso planeta?

Uma criança que aprende o respeito e a honra dentro da própria casa e recebe o exemplo dos seus pais, torna-se um adulto comprometido em todos os aspectos, inclusive em respeitar o planeta onde vive.