sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Dia 6: Estabilidade perturbadora

Este é o dia em que poderás sair do isolamento. Aguardamos indicações da médica. Não posso ir visitar-te, até mesmo para outras pessoas queridas te poderem ver, mas já liguei. E enfermeira disse-me que estás estável. Quanto a mim perturbadoramente estável… Tens que evoluir, sabes? Rápido! É muito importante que queiras… Este é o momento em que vais ser tu a querer reagir e superar esta fase de indecisão.

A dúvida mantém-se… Ainda não está seguro deste lado, nem os médicos sabem… Assusta-me pensar que estás perfeitamente consciente e te sintas preso a esse corpo, a gritar desesperadamente sem ninguém te ouvir. Sofro quando te imagino irritado por não conseguires falar. Quero decifrar os teus olhos como tantas vezes adivinhei palavras.

Mas apetece-me ralhar contigo! Que raiva! Porque é que te permitiste chegar a este ponto? Nada vale, Jorge. Nada! Quando tudo passar, vamos os dois tirar daqui uma grande lição: a vida é linda e nós somos o melhor que há nela.

Quando leres estes posts vais achar uma tolice… Estou ansiosa pelas tuas observações. Volta depressa!

Um beijo grande com muito carinho,
Rita.

1 Comment:

  1. Nós... said...
    A "nossa" questão... ele deverá reagir, mas quererá!
    Desejo do fundo do coração que sim! para ele, para ti, mas a mãe dele, para os amigos dele... e porque o mundo ficaria sem duvida muito mais triste sem ele... como era! :D

    Tenho a certeza que ele esta a lutar para reagir, e a prova disso é as melhoras que ele tem tido ao longo desta semana!

    Estou contigo amiga... de coração que sim!

    um xi-coração forte forte!
    Beijinhos nossos

Post a Comment



Todos pensam em deixar um planeta melhor para os nossos filhos...

....quando é que pensarão em deixar filhos melhores para o nosso planeta?

Uma criança que aprende o respeito e a honra dentro da própria casa e recebe o exemplo dos seus pais, torna-se um adulto comprometido em todos os aspectos, inclusive em respeitar o planeta onde vive.