quarta-feira, 18 de agosto de 2010

O Amor é...

…uma cena estranha que rasga e dói no peito.


É uma vontade de te abraçar e querer-te sempre assim… para mim.
É saber que os teus olhos são lindos cheios de uma alma perfeita… a tua.
É ter-te mas sentir-te fugir.
É querer agarrar-te só para te cheirar.
É primitivo... selvagem.
É saudade diária, é nostalgia permanente.
É ansiedade, medo, pavor…
É muito forte, mas enfraquece-me.

Amo-te muito, miúda gira!
Xi-Coração da mamã :-)

5 Comments:

  1. Mami said...
    Que declaração linda!
    Desejo-te muita força e coragem para ires em frente para lutares pelo Jorge. Espero sinceramente que ele recupere e que volte para a família e amigos para fazerem o tal jantar.
    Beijo grande
    carmo pinto said...
    pois é o amor pelos nossos filhos é tão mas tão grande!!!
    ;)
    e se for preciso tb vou dar umas palmadinas ao jorge ai ai!
    continua a torcer por ele!
    vá sr jorge tem 1 ou mais miudas giras há espera!
    :)
    jitos
    Carla Cardoso said...
    Lindo!!
    Nós... said...
    Declaração linda!!!
    Ela quando ler vai adorar!

    Lamento pelo Jorge, espero que ele queira ficar por cá :(

    Um enorme xi-coração forte
    Beijinhos nossos
    Anónimo said...
    Pois é... isso é amor de mãe mas... filha querida, tal como nós seguimos, um dia chegará a vez dela e isso até é saudável. É a sequência da vida. Tal como nós uma dia voámos, também os nossos filhos o farão. Quando lá chegares, vais sentir nostalgia, saudades do tempo em que estavam debaixo da tua asa mas... que bom é vê-los seguir em frente e serem felizes. A vinda de mais filhos(as caras metades) e a chegada dos netos. E aqui, começa tudo de novo...
    Beijinhos Bé

Post a Comment



Todos pensam em deixar um planeta melhor para os nossos filhos...

....quando é que pensarão em deixar filhos melhores para o nosso planeta?

Uma criança que aprende o respeito e a honra dentro da própria casa e recebe o exemplo dos seus pais, torna-se um adulto comprometido em todos os aspectos, inclusive em respeitar o planeta onde vive.